WhatsApp

(11) 97970-0276

ECONOMIA

Sistema em nuvem é alternativa para empresas serem mais flexíveis com rotinas de colaboradores

Soluções além de promoverem redução de custos, também possibilitam que as equipes adaptem agendas pessoais a possíveis eventualidades

31/01/2020 13h26
Por: Redação

 

 

 

É quase unanimidade nas rodas de conversa entre amigos quando se fala na falta de tempo para resolver questões pessoais. Praticamente impossível conciliar o trabalho com aquela consulta médica que há tempos estava planejando ou então, para quem tem filhos, sabe que sempre existe uma urgência inesperada, e, a rotina de trabalho moderna nunca acaba. São centenas de e-mails e tarefas diárias, que não acabam rapidamente e dificilmente é possível deixar o escritório em horários que permitam resolver essas agendas. Mas, para muitas pessoas esse modelo de trabalho já é ultrapassado, pois ter flexibilidade de horário e alguns dias trabalhando da própria casa já é uma realidade.

 

Para Paulo Chabbouh, CEO da L5 Networks, empresa pioneira de desenvolvimento de soluções em nuvem, este é realmente um caminho que as empresas precisam avaliar com mais atenção. “Não é uma novidade. Já estamos nessa direção há um tempo. Só no mercado de nuvem, somos líderes há 14 anos. Começamos com telefonia em nuvem e atualmente entregamos ao mercado soluções completas como PABX em nuvem, Plataforma de atendimento Omnichannel, CRM, todo suporte em tecnologia da informação, nossas soluções PABX White Label e integração de telefonia ao Microsoft Teams. O que fazemos é permitir que as empresas sejam mais ágeis e possam realizar suas atividades de qualquer parte do mundo, facilitamos inclusive a contratação de mão de obra, onde é possível que um especialista que mora na Índia preste serviço para uma empresa no Brasil acessando todas as ferramentas em tempo real e todos enxergando o que está sendo feito através do sistema. Encurtamos distâncias e agilizamos processos”.

 

Uma pesquisa da Catho, realizada em 2018, aponta que 30% das mulheres deixam o mercado de trabalho para cuidar de seus filhos, e que das mães que continuam no mercado, 48% já tiveram problemas com seus contratantes por eventualidades com seus filhos. Se trabalharmos no âmbito das hipóteses, se mais empresas brasileiras investissem em tecnologias como a que Chabbouh explica, em que através de uma empresa baseada na nuvem é possível trabalhar de dentro de casa, as mulheres que se tornam mães não precisariam sair do mercado de trabalho, mas, sim, poderiam atuar home-office com estrutura oferecida pela empresa, para que pudessem ter horários mais flexíveis para lidar com as eventualidades que ocorrem com crianças pequenas.

 

E a melhor parte é que a tecnologia para deixar uma empresa mais moderna e na nuvem é acessível e nacional. “A L5 começou atuando no Brasil, mas não deixou de olhar para o mercado nacional onde, atende desde os pequenos aos grandes, é viável para todos e é importante dar esse passo. O mercado pede isso, as empresas precisam disso, quem não estiver preparado, vai ficar para trás.  Tudo fica armazenado na nuvem, os sistemas são 100% gerenciáveis e é possível acompanhar o que as equipes estão fazendo em tempo real. As ligações ficam armazenadas, os arquivos ficam organizados, é realmente enxergar a empresa através de um monitor, todos os setores. O que não dá é uma empresa resolver falar para os colaboradores fazerem home-office antes de organizar e implantar os sistemas. Mas tendo os sistemas implantados, vai ter escritório físico só se quiser ou precisar”, finaliza Chabbouh.

 

Sobre a L5 Networks

A L5 Networks é uma empresa brasileira que investe no desenvolvimento de tecnologia. Em atividade desde 2005, entrega ao mercado soluções inovadoras que aliam alta tecnologia e redução de custos, a exemplo de soluções em telefonia IP, PABX em nuvem, CRM, terceirização de TI, Omnichannel e Private Cloud, dando suporte a empresas de qualquer porte e segmento. A empresa trabalha com todos portes de empresas, inclusive, com marcas como Dr. Consulta, Cerveja Proibida e Copagaz. Mais informações no site: www.l5.com.br

 

Ele1 - Criar site de notícias