WhatsApp

(11) 97970-0276

SUICÍDIO

Homem é salvo por Polícia Militar após tentativa de suicídio com fio de arame

Agentes encontram o rapaz inconsciente e realizam a ressurreição cardiopulmonar

22/10/2020 19h16
Por: Carlos Garcia
Policiais Militares do 6º Batalhão salvam homem de suicídio em São Caetano do Sul - Imagem: Polícia Militar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na manhã desta quarta-feira (21), Policiais Militares do 6º Batalhão salvam homem de tentativa de suicídio com fios de arame nos fundos de uma residência, situada na rua Tocantins, bairro Nova Gerty, município de São Caetano do Sul.

Segundo agentes, a esposa está aos prantos e, desesperada, têm dificuldades de liberar o acesso à casa por ser deficiente visual. Sem alternativas, os P.Ms são obrigados a pular o portão.

O homem foi encontrado por policiais nos fundos da residência inconsciente, com um fio de arame preso nas estruturas do telhado e em volta de seu pescoço, com a face roxa e espumas que saíam pela boca.

Ainda conforme agentes, a vítima é erguida através da cintura a fim de liberar sua respiração e, outro P.M presente na ocorrência, cortou o cabo com um alicate.

Após este procedimento, policiais colocaram o homem, portador da mesma deficiência da esposa, em posição de repouso e iniciaram a ressurreição cardiopulmonar (RCP) onde, conforme o site resgate federal, consiste em realizar a compressão torácica até a chegada de uma equipe de emergência treinada que possa oferecer suporte cardíaco avançado.

Com os sinais vitais normalizados, a vítima recebeu atendimento médico no local do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel), acionado pelos agentes e, em seguida, levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Caetano do Sul.

De acordo com a esposa, o motivo do homem tentar o suicídio foi em virtude de uma discussão banal. “Vou me matar!” disse ele, depois deste desentendimento, segundo a mulher, que inicialmente, imaginou ser ironia.

Devido a deficiência visual, ela não conseguia encontrar o marido e solicitou o auxílio de sua cunhada, residente no Estado do Mato Grosso, por meio de chamada de vídeo, recurso do aplicativo de mensagens WhatsApp e, depois de alguns instantes conseguem localizá-lo, com o cabo de arame em torno do pescoço e pendurado na estrutura do telhado, situado nos fundos da residência.

“Para com isso, não faz isso!” disseram irmã e esposa aflitas.

Entretanto, elas não foram atendidas em suas súplicas e resolveram requisitar a assistência da Polícia Militar.

O estado de saúde do homem se encontra estável, após passar por atendimento hospitalar e psicológico. Ele está apenas com lesões pelo pescoço.

A ocorrência foi registrada no 2º Distrito Policial de São Caetano do Sul.

Ele1 - Criar site de notícias