WhatsApp

(11) 97970-0276

CORONAVÍRUS

Sargento da P.M morre no hospital por complicações da covid-19

Ele deixa esposa e filho 11 anos

24/03/2021 22h57Atualizado há 4 semanas
Por: Carlos Garcia
 Vilsomar Bezerra Veríssimo, 1º Sargento da 3º Companhia do 6º Batalhão, outra vítima fatal da Covid-19 na Região do ABC - Imagem: Polícia Militar 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A pandemia de covid-19 faz mais uma vítima fatal. Morre aos 37 anos na manhã desta quarta-feira (24), no Centro Médico da Polícia Militar do Estado de São Paulo (HPM), o 1º Sargento da 3º Companhia do 6º Batalhão do município de São Caetano do Sul, Vilsomar Bezerra Veríssimo, devido a complicações deste agente patogênico.

Com vida ativa, através de práticas de esportes como corrida de rua, ciclismo e musculação, ele deixa esposa e filho de 11 anos.

De acordo com a nota enviada por Vlamir (leia abaixo na íntegra), Tenente Coronel da corporação, Vilsomar estava internado no HPM, situado no bairro Tucuruvi, Zona Norte da Capital, onde recebia todos cuidados médicos necessários, desde a última quarta-feira (10), quando testou positivo para o coronavirus.

O total de casos e óbitos devido a doença somados, conforme boletins pelas prefeituras dos sete municípios do ABC, são 146.084 e 5.346, respectivamente, em toda região.

Policiais e professores, conforme Governador de São Paulo, João Doria (PSDB), divulgou nesta quarta-feira, ao longo da coletiva de imprensa, serão imunizados nos dias 05 e 12 do próximo mês, respectivamente.

Veríssimo prestou serviços ao 6º Batalhão da Polícia Militar de São Caetano do Sul durante 14 anos.

 

 

NOTA DE FALECIMENTO

 É com enorme pesar que o Comandante do 6⁰ Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, Tenente Coronel Vlamir, informa:

Faleceu nesta manhã vítima do vírus Covid19, o 1⁰ Sargento de Polícia Militar Vilsomar Bezerra Veríssimo, lotado na 3a Companhia do 6⁰ Batalhão, na cidade de São Caetano do Sul. O Militar atestou positivo ao vírus, através de exame no dia 10/3 e estava internado desde então, no hospital da Polícia Militar (HPM) na ZN da capital, onde estava recebendo os cuidados médicos, tinha uma vida ativa com práticas esportivas, corrida de rua, ciclismo e musculação. Com 37 anos, deixa esposa e um filhinho de 11 anos.

 SBC, 24 de Março de 2021.

 

Ele1 - Criar site de notícias